Notícia

Estado e Municípios vão alinhar protocolo de possível volta às aulas

Jul 28
  2020

Reunião semipresencial apresentou minuta de protocolo elaborada pela Secretaria Estadual da Educação

Sem data definida, mas com a preocupação de estabelecer condições seguras diante da pandemia do coronavírus, a Secretaria Estadual da Educação (SEC) apresentou uma minuta para o protocolo da possível volta às aulas ainda este ano, em conjunto com as redes estadual e municipal de ensino. O documento foi lido em reunião semipresencial, nesta terça-feira (28), onde o presidente da União dos Municípios da Bahia (UPB), Eures Ribeiro, esteve em Salvador ao lodo do secretário Jerônimo Rodrigues e os técnicos da SEC e representantes da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime) participaram de modo virtual.

O documento traz um planejamento de ações estruturantes dos espaços físicos das escolas, a alternância dos alunos em sala, o distanciamento e medidas de higienização, a proposta de modelo pedagógico com a inserção de ambiente virtual, sem exclusão dos que não possuem acesso à tecnologia, além de ressalvas quanto ao cumprimento das regras estabelecidas na Lei de Responsabilidade Fiscal. 

Após a apresentação, o presidente da UPB e prefeito de Bom Jesus da Lapa, Eures Ribeiro, ressaltou o desejo dos prefeitos em participar da elaboração do protocolo. “Não queremos ter esse ano como um ano perdido e a Secretaria e a Undime têm nos ajudado nisso. Os prefeitos sempre me procuram para saber como será o amanhã porque não podemos ficar parados. Precisamos ter um planejamento para quando for possível ter essa retomada”, explicou. Eures 

O gestor afirmou ainda que irá levar ao conhecimento dos prefeitos o conteúdo da minuta e solicitou um tempo para que a UPB possa se posicionar. “Vamos abrir a discussão com os prefeitos sobre o documento, estudá-lo para oferecer à Secretaria as sugestões e observações dos colegas”. Eures Ribeiro também elogiou o compromisso do governo do estado em abrir o debate tendo olhar ampliado da educação, sem distinguir a rede municipal da estadual e respeitando as diferentes condições de cada unidade escolar.

Em resposta, o secretário Jerônimo Rodrigues acrescentou que os municípios podem fazer a crítica e avaliar. “Se precisar que a gente apresente aos prefeitos, estaremos à disposição”, pontuou ao colocar a Secretaria também à disposição para realizar uma reunião com o Tribunal de Contas dos Municípios (TCM/BA) a fim de alinhas as questões relacionadas à Lei de Responsabilidade Fiscal. O secretário disse ainda que o Estado da Bahia não pretende “tratar de datas isoladamente” e agirá com “responsabilidade” neste momento. Rodrigues lembrou o exemplo de São Paulo, que estabeleceu uma data de retorno e voltou atrás. Segundo ele, o objetivo agora é fortalecer a confiança para que a sociedade entenda que esse retorno, quando ocorrer, será seguro.

Certificado

Eventos, Palestras e Cursos

Redes Sociais

Links Úteis