Notícia

Estado ressalta força da UPB para unificar protocolo de retorno às aulas

Fev 8
  2021

Entidade contribuirá para criação de protocolo a ser apresentado ao governador na próxima quinta (11/2)

O grupo de trabalho criado para tratar do protocolo de retorno às aulas na Bahia voltou a se reunir nesta segunda-feira (8/2) para conhecer as diretrizes que a Secretaria Estadual da Educação propõe como parte do protocolo de reabertura das escolas. A reunião ocorreu na sede da União dos Municípios da Bahia (UPB), com parte dos membros participando via videoconferência. A partir dessas diretrizes, as entidades envolvidas farão as contribuições ao documento que será levado ao governador Rui Costa, na próxima quinta-feira (11/2).

Durante o encontro foi destacado o papel da UPB para alcançar um entendimento consensual entre os 417 municípios baianos, uma vez que a dimensão geográfica do estado pressupõe diferentes realidades. “Os prefeitos, de uma forma geral, estão preocupados com o retorno e é importante unificarmos esse entendimento para termos um norte nessa volta das atividade pedagógicas”, destacou o presidente da UPB, Eures Ribeiro, ao lado do secretário estadual Jerônimo Rodrigues.

O secretário pontuou o encontro como um desdobramento da reunião com o governador Rui Costa na última sexta-feira (5/2) e declarou que o estado “precisa da força da UPB para que os municípios estejam atentos aos protocolos”. Rodrigues fez questão de ressaltar que o retorno das aulas não pode ser visto em separado da preocupação com a segurança da comunidade escolar, mas sim com um olhar unificado. Segundo ele o que ainda dificulta o retorno são os indicadores de internações, ocupação de leitos e mortes em decorrência da COVID-19, no estado.

Ficou acordado que a UPB fará junto aos municípios um recorte dos profissionais da educação que estão em faixa etária de risco. O governo do estado, através da Secretaria Estadual da Saúde, buscará a antecipação da imunização desse público seja através do Plano Nacional de Vacinação ou com alguma outra cota que chegar para estado. “O momento é desafiador, mas fazendo o dever de casa, dialogando com os profissionais, fazendo essa unificação a gente irá superar”, afirmou o prefeito de Santana e Diretor da UPB, Marcão Cardoso, que orientará o contato da UPB com os municípios para o levantamento.

A deputada estadual Fabíola Mansur, presidente da Comissão de Educação da Assembleia Legislativa da Bahia, ressaltou que todos defendem o retorno das aulas, mas é importante que os índices se estabilizem. Ela destacou também o “trabalho heróico” que os profissionais da educação terão a partir de agora. Já secretário municipal da Educação do município de Salvador, Marcelo Oliveira, fez um alerta sobre a pressão que a rede pública sofrerá com o prolongamento da reabertura das escolas particulares. Segundo ele, algumas escolas já não conseguem honrar seus compromissos e fecharam as portas, levando os pais a buscarem matricula na rede pública, onde não haverá vaga suficiente.

Diretrizes do Protocolo 

Fazem parte das diretrizes do protocolo a adaptação das estruturas físicas das escolas, a higienização dos alunos, o uso de máscaras, a desinfecção dos ambientes e transporte escolar, as novas metodologias com ensino híbrido, o calendário letivo, além das avaliações e diagnósticos periódicos.

O grupo de trabalho é composto pela União dos Municípios da Bahia (UPB), Assembleia Legislativa da Bahia, Secretaria Estadual da Educação, Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (SESAB), Secretaria Municipal da Educação de Salvador, Defensoria Pública do Estado, União dos Dirigentes Municipais de Educação (UNDIME) e proposto pela UPB serão incluídos os Tribunais de Contas do Estado.

Certificado

Eventos, Palestras e Cursos

Redes Sociais

Links Úteis