Notícia

Prefeitos já podem se inscrever no prêmio do Sebrae

Mar 16
  2018

As inscrições podem ser feitas pelo site www.prefeitoempreendedor.sebrae.com.br até 15 de julho

“Os pequenos negócios são responsáveis por emprego e renda. Nos últimos dois anos, a gente só teve geração de empregos no Brasil porque as pequenas empresas contrataram, enquanto as grandes e médias demitiam”. Assim a gerente da Unidade de Ambiente de Negócios do Sebrae Bahia, Cecília Miranda, definiu a importância da gestão municipal proporcionar um ambiente favorável ao desenvolvimento dos pequenos negócios. Logo após a cerimônia de abertura do 6º Encontro de Prefeitos, nesta sexta-feira, 16, no Senai Cimatec, o Sebrae lançou a etapa estadual da 10ª edição do Prêmio Prefeito Empreendedor, em seu ciclo 2017/2019. 

Abertas hoje, as inscrições podem ser feitas até o dia 15 de julho. Os interessados podem acessar o www.prefeitoempreendedor.sebrae.com.br.

A premiação reconhece projetos que estimulam a formalização e o desenvolvimento dos pequenos negócios locais e terá oito categorias este ano: Políticas Públicas para Desenvolvimento de Pequenos Negócios; Cooperação Intermunicipal para o Desenvolvimento Econômico; Compras Governamentais de Pequenos Negócios; Pequenos Negócios no Campo; Inovação e Sustentabilidade; Empreendedorismo na Escola; Desburocratização e Implementação da Redesimples; e Inclusão Produtiva e Apoio ao MEI.

Em sua última edição, o Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor registrou 1,8 mil projetos inscritos em todo o Brasil. O prefeito baiano Jeferson Andrade, do município Madre de Deus, foi o vencedor nacional na categoria Inovação e Sustentabilidade. A conquista, que fez do gestor um dos 12 vencedores na etapa nacional, foi pelo projeto Madre Total, que tem como objetivo a construção de uma plataforma de Gestão Compartilhada, nos pilares da ciência, tecnologia e inovação.

Cecília explica que “quanto mais formalização de empresas no município maior a arrecadação da prefeitura”. No lançamento do Prêmio ela falou que as empresas funcionam da informalidade porque a formalização é dificultada e melhorar um ambiente de negócios não é favorável apenas para as empresas, mas sim para a prefeitura. “A prefeitura de Madre de Deus, por exemplo, foi destacada na mídia nacional, além de trazer uma agenda positiva para a gestão”.