Notícia

Prefeitura de Itacaré e Conab entregam alimentos para famílias carentes

Mar 14
  2018

Cerca de 200 famílias em situação de vulnerabilidade alimentar, da sede e da região do distrito de Taboquinhas, estão sendo beneficiadas, nessa primeira etapa, com a entrega de alimentos adquiridos através do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA). Na sede a entrega foi feita nesta terça-feira pela Prefeitura de Itacaré e Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) às famílias previamente cadastradas pela Secretaria de Desenvolvimento Social. Nesta quarta-feira serão entregues alimentos às famílias residentes no entorno da região de depósito de lixo e ainda esta semana serão beneficiados os moradores cadastrados do distrito de Taboquinhas e região.

De acordo com a secretária de Desenvolvimento Social da Prefeitura de Itacaré, Patrícia Leal, a meta de aumentar ainda mais o número de famílias beneficiadas com a aquisição de alimentos, tanto na sede quanto em Taboquinhas. Os alimentos foram comprados pelo PAA nos Programas de Assentamentos do município através da modalidade Compra com Doação Simultânea (CDS) e estão sendo entregues às famílias carentes. Na lista de alimentos estão banana de diferentes espécies, aipim, melancia, quiabo, abacate, goiaba e diversos outros produtos cultivados pelos agricultores familiares.

O prefeito de Itacaré, Antônio de Anízio, considera importante a manutenção e a ampliação do PAA, pois todos saem ganhando com o programa. Os agricultores familiares ganham com certeza da comercialização dos seus produtos com preços justos, garantindo mais renda no campo, e as famílias carentes são beneficiadas porque recebem gratuitamente alimentos de boa qualidade. Para isso a Prefeitura de Itacaré vem incentivando os agricultores familiares para que produzam cada vez mais e se organizem através de associações e cooperativas para que possam fazer parte desses programas.

Criado em 2003, no então governo Lula, o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) é uma ação do Governo Federal para colaborar com o enfrentamento da fome e da pobreza no Brasil e, ao mesmo tempo, fortalecer a agricultura familiar. Para isso, o programa utiliza mecanismos de comercialização que favorecem a aquisição direta de produtos de agricultores familiares ou de suas organizações, estimulando os processos de agregação de valor à produção.