Notícia

UPB ganha participação permanente na Comissão Intergestores Bipartite (CIB) para coordenar vacinação na Bahia

Abr 8
  2021

Representação dos prefeitos visa melhorar a troca de informação sobre o fluxo de distribuição e aplicação da vacina

 

A reunião extraordinária da Comissão Intergestores Bipartite da Saúde (CIB), realizada nesta quinta-feira (8/4), contou com a participação do vice-presidente da União dos Municípios da Bahia (UPB) e prefeito de Belo Campo, José Henrique Tigre (Quinho). A solicitação da UPB para participar desta reunião teve como intuito esclarecer o processo de distribuição e fluxo da vacinação contra o coronavírus nos municípios baianos. A presença do gestor no encontro gerou, por parte do presidente da CIB, o secretário estadual da Saúde Fábio Vilas-Boas, o convite para que a UPB acompanhe todas as reuniões da comissão. O convite foi chancelado pelos demais membros que ressaltaram a importância do envolvimento da UPB para fortalecer as decisões da coordenação da vacina no estado.

Quinho, que tem experiência de ter sido secretário de saúde, destacou que a coordenação conjunta do estado com os municípios tem dado certo e disse que a Bahia está de parabéns por alcançar os primeiros lugares em números de vacinados. Ele acredita que houve um ruído sobre o processo de distribuição e sugeriu que quando for feito manobras na distribuição dos imunizantes a informação seja repassada à UPB. “Acredito que é possível, sim, melhorar o diálogo e fazer com que os prefeitos recebam essas informações, porque fica parecendo que os prefeitos do interior não estão precisando de vacina ou não querem vacinar. Isso gera constrangimento aos prefeitos que querem muito vacinar sua população”, explicou.

Como resposta aos prefeitos, o secretário da Saúde, informou que o município de Salvador não recebeu doses a mais, apenas teve antecipada as vacinas que o estado retém para ser utilizada na segunda aplicação e, com novas remessas, fará a devolução à reserva. Fábio Vilas-Boas informou ainda que todos os municípios, que tiverem a vacinação interrompida por falta do imunizante, podem solicitar acesso às doses armazenadas pelo estado para segunda aplicação. “Basta que seja apresentada a motivação de antecipar. Não tiramos vacina de nenhum município, antecipamos a vacina de Salvador que seria da segunda dose”, explicou o secretário.

Esclarecida a situação, Quinho acrescentou que os prefeitos sugerem que a SESAB alinhe, em reunião dos consórcios de saúde com o secretário estadual da Educação, Jerônimo Rodrigues, o planejamento da vacinação dos professores para a retomada das aulas presenciais nos municípios. “A UPB está inteiramente à disposição para colaborar e participar desta coordenação para que não haja ruído da falta de contemplação dos prefeitos do interior. Tenho convicção que a Bahia pode assumir a liderança da aplicação da vacina no Brasil com a coordenação mútua”, reforçou o vice-presidente da UPB.

A presidente do Conselho Estadual de Secretários de Saúde da Bahia (COSEMS-BA), Stella Souza, também destacou que “esse envolvimento da UPB é muito importante para várias questões da Saúde. É uma honra muito grande, que vocês prefeitos, através da UPB, participem e levem as informações para os seus secretários”, afirmou. Apesar de não poder ser considerado um assento, pela formatação jurídica da CIB, a UPB deverá ter a presença de um membro de sua diretoria em todas as reuniões da comissão, o que significa um avanço no diálogo em defesa da saúde no estado.

Certificado

Eventos, Palestras e Cursos

Redes Sociais

Links Úteis