Notícia

UPB orienta reduzir despesas prevendo queda de receitas

Mai 29
  2018

Com a greve dos caminhoneiros entrando no nono dia, os municípios brasileiros já esperam queda de receita, com a desaceleração da economia no período. De acordo com o presidente da União dos Municípios da Bahia (UPB), Eures Ribeiro, a orientação é que as prefeituras reduzam todas as despesas possíveis para garantir o pagamento dos servidores e fornecedores em dia.

“O momento é de apertar o cinto. Nossa previsão é que os repasses de ICMS e do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) sofram uma queda brusca de até 30%. Então, fazemos esse alerta aos prefeitos de cortar despesas para tentar manter o funcionamento normal dos serviços e o pagamento da folha de pessoal em dia”, explicou Eures Ribeiro que também é prefeito de Bom Jesus da Lapa, no Oeste baiano.

Setores da economia sofrem o efeito da greve. No estado, cerca de 170 mil frangos morrem por dia. Já a Federação das Indústrias do Estado da Bahia (Fieb) estima que o setor vai acumular a queda de faturamento de 25% a 50%.