Notícia

UPB sedia seminário sobre gestão de resíduos sólidos

Jun 5
  2019

Evento foi realizado pelo Grupo Bandeirantes de Rádio e Televisão com a UPB

A destinação dos resíduos sólidos é um dos grandes debates da sociedade atual que cada vez consome mais produtos e gera, inevitavelmente, mais lixo. Garantir o descarte adequado e a preservação do meio ambiente é o grande desafio. Pensando nisso, o Grupo Bandeirantes de Rádio e Televisão, em parceria com a UPB, realizou nesta quarta-feira (5), Dia Mundial do Meio Ambiente, o Seminário Cidades Inteligentes - Gestão de Resíduos Sólidos.

Presente no evento, o diretor regional nordeste da Band, Augusto Correia Lima, afirmou que esse é o primeiro de uma série de eventos que vão realizar como contribuição do grupo Bandeirantes para uma sociedade melhor. “Essa discussão é importante não só para nós que vivemos hoje em dia, na Bahia, no Brasil e no mundo, mas é importante também para as futuras gerações”.

“A discussão é de suma importância, nós como associação representativa dos municípios da Bahia entendemos a necessidade da discussão sobre resíduos sólidos, pois temos um cenário que não agrada a nível nordeste. Nós da UPB agradecemos ao grupo Band pela iniciativa de trazer um evento sobre a gestão de resíduos sólidos”, destacou o Superintendente da UPB, Leonardo Minho, na abertura do evento.



Minho enfatizou ainda que a entidade desenvolve, junto com a Secretaria de Desenvolvimento Urbano (Sedur), um novo formato na questão de regionalização. “A nova lei trata da seguinte questão, que serão priorizados os municípios que utilizarem essa política de consórcio e regionalização dos resíduos sólidos. Então é preciso discutir e entender que não é  apenas  a elaboração do plano municipal, temos vários fatores que vão influenciar”, afirmou.  

O evento contou ainda com uma entrevista ao vivo no Band News 1ª edição direto do palco da UPB, com apresentação de Arla Coqueiro e Levi Vasconcelos, onde discutiram o tema central do evento com o palestrante Wladimir Ribeiro. Um dos pontos altos da entrevista foi quando o entrevistado falou do projeto que foi aprovado na Assembleia Legislativa da Bahia para criação de microrregiões de saneamento básico, dos 417 municípios da Bahia, serão divididos em 19 microrregiões de saneamento básico e em duas regiões metropolitanas, então cada prefeito vai saber em qual microrregião pertence e procurar uma solução conjunta.

“Com a formação de consórcios, com as 19 microrregiões, e as duas regiões metropolitanas - que são Salvador e Feira de Santana - teremos um barateamento do tratamento dos resíduos sólidos a partir deste sistema, pois os municípios poderão trabalhar em conjunto”, afirmou o palestrante Ribeiro.

O evento contou ainda com a apresentação de cases de sucesso na concessão pública da gestão de resíduos em Alagoas, os modelos iniciativa privada em Sergipe e Curitiba. A ideia foi auxiliar os prefeitos a pôr em prática a lei que proíbe o descarte de resíduos em lixões abertos. A Política Nacional de Resíduos Sólidos foi aprovada em 2010, com o intuito dar fim aos lixões a céu aberto. Depois de quase cinco anos, a determinação sofre dificuldades para ser implementada pelos governos locais.


PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Certificado

Eventos, Palestras e Cursos

Redes Sociais

Links Úteis